domingo, 25 de março de 2012

HIPÓTESES DE ESCRITA DAS CRIANÇAS DO 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL( ATIVIDADES PARA O PORTIFÓLIO)


 

FEVEREIRO/2012


ATIVIDADE COM A RELAÇÃO GRAFEMA/FONEMA DA LETRA INICIAL E HIPÓTESES DE ESCRITA/ Mês de fevereiro/ Turma da tarde. Obs: esta turma já convive em um ambiente letrado e alfabetizador desde a educação infantil.

É importante conhecermos os níveis psicogenéticos  pesquisados por Emíia Ferreiro e Ana Teberoky para irmos intervindo nas  hipóteses que as crianças tem sobre a escrita.


 

  • Hipótese pré-silabica
  • Características
  1.  Utilizam números, letras e pseudo letras.
  2. O critério de seleção é forte.
  3. Não compreendem que a escrita é a representação da fala.
  4. Realismo nominal ( quanto maior o objeto , maior o número de caracteres). Ex: A formiga é pequena , por isso se escreve com menos letras, enquanto que o boi é grande, então eles escrevem com mais letras.
  • Intervenções
  1. Trabalhar com o nome próprio e dos outros ( reconhecimento global, letras iniciais e finais)
  2. Leitura de textos que saibam de memória pelo professor e pelo aluno (parlendas, cantigas, trava-línguas)
  3. Oferecer lista de palavras com lacunas/figuras
  4. Cruzadinhas com banco de palavras/imagens
  5. Completar as palavras com a letra e sílaba inicial
  6. Completar as palavras com as vogais que faltam
  7. Organizar as letras das palavras , pareando a palavra.
  8. Contar nº de letras das palavras
  9. Escritas espontâneas

  • Hipótese silábica
  • Características
  1. Percebe a relação entre a oralidade e a escrita
  2. Usa uma letra para cada sílaba
  3. Pode ou não fazer uso de valor sonoro ( de vogal ou consoante)
  4. Determina mínimo de letras.

  • Intervenções
  1. Trabalhar com os nomes dos alunos
  2. Textos de memória ( parlendas, cantigas, trava-línguas, etc.)
  3. Cruzadinhas e textos lacunados para perceber o nº de letras e de palavras.
  4. Atividades  para contar as letras e sílabas das palavras.
  5. Atividade para alterar as vogais e manter as consoantes. Ex: BOLA- BOLO - BELA
  6. Completar as palavras com a letra e sílaba inicial.
  7. Escritas espontâneas

  • Hipótese silábico-alfabética
  • Caractrísticas
  1. Fase de transição -silábico- alfabético
  2. Ora compõe sílabas, ora não compõe na mesma palavra
  3. Faz maior uso de consoantes
  4. Acreditam que algumas consoantes se bastam para a composição da sílaba. Ex: B= BE
  • Intervenções
  1. Cruzadinhas
  2. Forca
  3. Texto Lacunado;
  4. Pedir para a criança ler o que escreveu
  5. Atividade com sílabas simples e complexas, para a formação de palavras, frases e textos.
  6. Escritas espontâneas


  • Hipótese alfabética
  • A hipótese alfabética parece ser um fim de um longo trabalho, mas é o começo de mais uma longa fase.
  • Características
  1. Escreve compondo sílabas foneticamente corretas;
  2. Desconsideram a segmentação entre palavras;
  3. Hipercorreção: exagera no uso de acentos e pontuação.

  • Intervenções
  1. Ortografia: ditado de palavras com sílabas simples e complexas. Ditado de frases.  Uso do dicionário para verificar as palavras.
  2. Produção de textos e revisão destes. Trabalhar vários estilos discursivos , considerando a pontuação, ortografia, coesão textual e criatividade.
  3. Leitura e interpretação de textos. Leitura de histórias para levar para casa e recontá-las na roda ( caderno de histórias). Oferecer vários gêneros textuais (poesias, narrativas, textos informativos, textos para se comunicar (cartas e bilhetes), trava-línguas, etc.
  4. Quadro  de regularidades ortográficas
  5. Forca
  6. Segmentar pequenos textos (parlendas, quadrinhas, etc.)
  7. Pintar lacuna entre palavras em pequenos textos (segmentação)


FEVEREIRO/2012

NÍVEIS CONCEITUAIS DE ESCRITA
  • IRBODG /DIRETOR( ALUNA: TAINÁ-PRÉ-SILÁBICA)
  • MPSDA /PROFESSORA  (ALUNO: CARLOS ALEXANDRE- PRÉ-SILÁBICO)
  • EFEHI//DIRETOR  (ALUNO:WESHELY- PRÉ-SILÁBICO)
  • SVT/SERVENTE/   IEO/DIRETOR ( ALUNO: GUILHERME- SILÁBICO)
  • IEOA/DIRETORA(ALUNA- LIDIANE- SILÁBICA)
  • OFFOA/PROFESSORA( IZABEL - SILÁBICA- NAS OUTRAS PALAVRAS TEVE UMA INTERVENÇÃO)
  • DEO/DIRETOR ( ALUNO:WESLEY-SILÁBICO)
  • OEOA/PROFESSORA (ALUNA:LÍVIA-SILÁBICA)
  • POFOA/PROFESSORA  CVT/SERVENTE ( GABRIEL/SILÁBICO-ALFABÉTICO)
  • SCEA/SERVENTE/    DIRETO/DIRETOR ( CAIO JORGE/TRANSIÇÃO ENTRE NÍVEIS SILÁBICO E ALFABÉTICO AVANÇA E RETROCEDE/ DIZEM QUE UTILIZAM LETRA CURINGA , QUANDO NÃO CORRESPONDEM GRAFEMA/FONEMA)
  • CVTD/SERVENTE (ADEILTON-SILÁBICO/ALFABÉTICO
  • SEVETE/SERVENTE(BIANCA-ALFABÉTICA)
  • DIRETORA(CAIO REIS/ALFABÉTICO)
  • DIRETORA(FELIPE/ALFABÉTICO)
  • DIRETORA(NATÁLIA-ALFABÉTICA)
  • PROFESORA(BERNARDO-ALFABÉTICO)
  • DIRETORA(IZABELLA CECÍLIA-ALFABÉTICA)



A atividade interviu na relação letra/som  das iniciais das palavras, importante para a construção do sistema alfabético e mais adequado para os níveis pré-silábicos e silábicos, que ligaram as palavras às letras iniciais. Os silábicos -alfabéticos e alfabéticos escreveram  as palavras com facilidade.













Reconhecimento dos nomes e letras inciais











Contação e reconto da história: "A Limpeza de Teresa". Registro com desenho e da expressão do pensamento, através da escrita da frase.  Escrita de acordo com o nível conceitual. Intervenção da professora, quanto a estrutura da frase.





ABRIL /2012

ATIVIDADE SOBRE AS PARTES DO CORPO E DIVERSIDADE

BERNARDO-ALFABÉTICO

 CAIO JORGE- SILÁBICO-ALFABÉTICO

GABRIEL-ALFABÉTICO
JHENYPHER-SILÁBICA -CONSCIÊNCIA SONORA DE VOGAL

CAIO REIS-ALFABÉTICO

GUILHERME-SILÁBICO-ALFABÉTICO
WESHILEY- SILÁBICO-ALFABÉTICO/AVANÇA E RETROCEDE. MUITAS VEZES NÃO RELACIONA LETRA/SOM DE VOGAIS OU CONSOANTES E UTILIZA LETRAS CURINGAS PARA SUBSTITUIR AS QUE NÃO RECONHECE!

IZABEL-  TRANSIÇÃO ENTRE OS NÍVEIS SILÁBICO E SILÁBICO-ALFABÉTICO
MAIOR CONSCIÊNCIA SONORA DE VOGAIS . RELACIONA O SOM DE ALGUMAS CONSOANTES/ ALGUMAS SÍLABAS RECONHECE , POR CAUSA DOS NOMES DE ALUNOS COMO  "CA"  DE CAIO

FELIPE-ALFABÉTICO

BIANCA-ALFABÉTICA

LUCCAS-ALFABÉTICO

IZABELLA CECÍLIA -ALFABÉTICA




Escrita espontânea, de acordo com a hipótese de escrita/Maio/2012

Obs: observo que muitas crianças soletram corretamente as letras das palavras , mas na hora de escrever omitem  vogais ou consoantes ou invertem sílabas, isto ocorre quando fazem a atividade sem a minha presença  ,parece que ainda não estão seguras em suas hipóteses silábico-alfabéticas, retornando para escritas silábicas. Descobri três alunos com as mesmas escritas, pois  copiaram. Quando realizarmos alguma atividade de avalição diagnóstica, é necessário que façamos com a criança individualmente,  tendo o cuidado para não intervir , no entanto mesmo ditando acabamos intervindo. Na realidade os níveis transitam , até as crianças escreverem de forma realmente segura alfabeticamente !












 
 
 
SETEMBRO /2012
 
 
 











NOVEMBRO/2012

 Não consegui digitalizar todas essas produções, por causa da pressa de colocá-las no portifólio da escola e do excesso de trabalho
 
NOVEMBRO/2012 
Outras produções escritas que fizeram parte do projeto sobre os animais

 
 
 

 
 
 
 
 
 

 
 
 

 

 
 

 
 
 



Nenhum comentário:

Bem vindo !!

Sejam bem vindos a esse blog que tem a intenção de compartilhar essas idéias, as quais podemos sempre transformar com muita criatividade!!!
Loading...

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Pedagoga com habilitação em educação especial, pós-graduação em educação infantil, orientação educacional e pedagógica.Monografias: "Metodologia Teacch", "Teoria e Prática Construtivista" e "A Alfabetização e a Orientação Pedagógica". Cursos específicos na área de autismo: Metodologia Teacch e ABA. Experiência em educação infantil, ensino fundamental e em instituição para crianças com autismo. E o mais importante! Professora com muito orgulho! Se passar neste blog, deixe o seu recadinho! Beijos Karla